Orçamento
Siga-nos no Twitter Curta nossa página no Facebook

A importância da manutenção preventiva

Você sabia que a falta de manutenção é uma das causas que geram mais acidentes com veículos? A ausência disso pode ocorrer rastros de destruição, mortes e incapacitados no trânsito. Sendo que quando há veículo quebrado em alguma rodovia pode gerar congestionamento que atrasam a vida de muitas pessoas. 

Entretanto, uma das maneiras de garantir mais segurança ao volante, além de sempre respeitar as regras de trânsito, é realizar a manutenção preventiva veicular. É uma forma econômica e eficaz de manter seu carro em bom estado. 

O que é manutenção preventiva?
Tem como objetivo corrigir os problemas e falhas antes mesmo de acontecerem, assim auxiliando na redução de custos e aumentando a eficiência da manutenção. Porém, na hora de economizar é preciso pesquisar. Uma revisão básica em uma concessionária pode custar 25% a mais do que ser feito em uma mecânica tradicional. Diante disso, é importante encontrar um estabelecimento de confiança e com boas recomendações para realizar a manutenção.

Confira quais são os itens revisados na manutenção preventiva:

1 - Calibragem e alinhamento dos pneus
Os pneus são extremamente importante para o veículo, pois, além de ser a peça que possibilita a locomoção do automóvel, também é a que traz segurança e conforto ao motorista e aos passageiros. Através disso, manter alguns cuidados com os pneus garantem mais vida útil e economia no dia a dia.

É interessante sempre se atentar à calibragem do veículo e verificar a pressão dos pneus ao menos duas vezes por mês e, assim, ajustar quando achar o mais necessário possível. Também faça o balanceamento e alinhamento do mesmo, para evitar desgastes e melhorar a estabilidade e dirigibilidade do veículo. É recomendável realizar esses dois itens a cada 10 mil quilômetros, sendo que elas garantem até 10% de economia no tanque cheio.

O outro item é o rodízio de pneus. O procedimento é a troca dos componentes de eixo com o objetivo de equilibrar o desgaste entre os quatro pneus.

2 - Suspensão e mais vida útil
Os buracos e irregularidades nas estradas podem deslocar os pontos de fixação do ponto inicial do sistema de suspensão, fazendo o carro perder o conforto e dirigibilidade. Quando houver muito desgaste dos pneus ou após sofrer fortes impactos com buracos, pedras, guias, deve-se realizar a revisão do sistema de suspensão, que inclui a inspeção de: amortecedores, batentes, coxins, molas, buchas, bieletas, braços axiais, bandejas, pivôs e terminais. 

Procure uma mecânica de confiança e faça a avaliação para fazer todos os consertos necessários.

3 - Fluido de freios
Para que o freio funcione perfeitamente, é necessário que ocorra um fluído na hora de transmitir toda a força exercida no pedal de freio aos pistões de cilindros de roda. É um dos fluidos mais importantes em um automóvel e está diretamente ligado com a segurança do veículo. 

A falta desse fluido pode ser identificado quando o pedal de freio baixa mais que o normal e que a frenagem não é mais eficiente como antes. Diante disso, é importante revisar os discos de freio, pastilhas, tambores, discos, lonas, cilindros e etc, para que estejam em ótimas condições.

4 - A troca de óleo
O óleo é responsável por lubrificar as peças e fazer com que elas funcionem perfeitamente. Através disso, é importante que o óleo lubrificante quanto o filtro de óleo sejam trocados de acordo com as recomendações da montadora. Isso pode variar entre 10 mil quilômetros ou seis meses rodando com o veículo. Portanto, fique muito atento e verifique constantemente o nível de óleo para que não ocorra nenhum problema.


Ao realizar a manutenção preventiva, você garante um maior nível de segurança, melhora o estado técnico operacional do veículo e reduz o envelhecimento e deterioração dos equipamentos. 
 
@Fonte: http://khronosrastreamento.com.br/web/noticia.php?id=19-a-importancia-de-fazer-a-manutencao-preventiva-veicular

Voltar